quarta-feira, 1 de novembro de 2006
Concurso de fotografia e escrita - 055C
Tu moras ai em cima

Tu que moras aí em cima
E nos chamas a horas certas
Umas vezes perto da noite
Outras pela madrugada
Quando nos despertas

Tua voz ecoa alto
todos podem escuta-la
Umas vezes perto da noite
Outras de madrugada
Quando o silêncio se cala

Convidas-nos para a festa
velas-nos com tristeza
Não sei se perto da noite
Não sei se de madrugada
Mas velarás com certeza

Tua voz ecoa longe
Bem no fundo da minh’alma
Às vezes perto da noite
Outras de madrugada
Tua voz triste me acalma

O jeito como te tangem
Faz-te cantar alegremente
Às vezes perto da noite
Outras de madrugada
Porque sentes o afecto de gente

É gente que te tange
Mas inquieta-me esta ideia
Quantas noites?...
Quantas madrugadas?...
Te ouvirei, …sino da minha aldeia?


Ref:055C

Votações a partir de 2 de Novembro
Consulte o regulamento aqui
0 Comentário(s)
Links para este post:
Criar uma hiperligação